Carteira G65 Imóveis 2015: (+7,83%)


1 – PERFIL DA CARTEIRA G65 IMÓVEIS

A carteira G65 Imóveis teve início em maio de 2007 e seu objetivo é a obtenção de renda através da locação dos imóveis. Fazem parte da carteira uma casa e cinco apartamentos. Estes imóveis são voltados para a classe média e estão situados em áreas nobres de uma cidade com 320.000 habitantes, que vem apresentando um notório crescimento econômico e populacional desde 2000, além de um excelente desenvolvimento da infraestrutura.

 

 

Peso dos imóveis no valor da carteira


Para determinação do peso de cada imóvel no valor da carteira foi considerada a razão entre o valor desembolsado para a aquisição da unidade atualizado anualmente pelo índice de inflação (IPCA) e o valor total da carteira.

 

 

 

 

 

 


2 - PRINCIPAIS INDICADORES

Taxa de ocupação

A taxa de ocupação é a relação entre o número de imóveis ocupados e o número de imóveis que compõem a carteira. Em janeiro esteve vago o imóvel SN5202, em março o imóvel  SN3001 e em dezembro o imóvel SN5202, sendo assim, a taxa de ocupação foi de 96%, bem acima do valor aceitável de 90%.



Índice de inadimplência acumulada

O índice de inadimplência acumulada é a razão entre o saldo devedor acumulado no período e a receita prevista neste mesmo período. Em 2015 a inadimplência ficou em 4,4%, acima do valor aceitável de 2,5%. Os motivos que levaram à disparada do índice neste ano foram: a). Falta de pagamento do aluguel por 3 meses do inquilino do imóvel FLR307. b). Falta de pagamento do aluguel no mês de dezembro do inquilino do imóvel RVN301, devido ao andamento das negociações para se renovar o contrato de locação.







3 - DESEMPENHO FINANCEIRO

Receita

A receita bruta total da carteira G65 somou R$ 83.300 no ano, montante 25,30% superior aos R$ 71.763 registrados em 2014. É importante ressaltar que R$ 3.500, que compos a receita de 2015, foi proveniente de reesarssimento de débitos de inqulinos com relação a taxas de condomínio no ano de 2013.



Despesas

Neste ano, as despesas somaram R$ 16.507,81 montante 5,53% menor que o total das despesas de 2014. Percebe-se que em relação ao ano anterior, 2015 apresentou elevação dos gastos com outras despesas, grupo no qual estão inseridos gastos com registro e escrituração do imóvel MCB305. Houve também um gasto maior com manutenção de imóveis devido reformas para adequação do sistema dos aparelhos condicionadores de ar e pintura do apartamento SN5202. Em contrapartida, devido a boa taxa de ocupação dos imóveis, houve uma substancial redução do gasto com taxas condominiais.
 




Lucro líquido


O lucro líquido no ano ficou em R$ 62.259, uma elevação de 25,3% em relação ao ano passado.




Margem líquida

No ano, a margem líquida foi de 74,7%, apresentando uma pequena elevação de 5,3 p.p. em relação ao ano anterior.




Rentabilidade líquida (Rental Yeld)

A renda anual com com a locação é determinada através da razão entre os aluguéis recebidos no ano e o preço de compra ou valor atual do imóvel. Neste informativo, utiliza-se o preço de compra dos imóveis atualizados pelo IPCA, portanto, a rentabilidade anual é determinada sobre o montante investido e não o valor de mercado dos imóveis.

O rendimento bruto acumulado em 2015 foi de 7,83%. Descontados os gastos com imposto de renda, comissão da administradora de imóveis, taxa de condomínio, despesas extras e manutenção que somados correspondem a 1,98% do valor da carteira de imóveis, obteve-se um rendimento liquido acumulado de 5,85% (retorno sobre o capital investido), valor 0,67 p.p. acima do rendimento obtido no ano passado.
 




4 - DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS DO EXERCÍCIO

Em relação ao ano anterior, em 2015 houve um acréscimo de 16,36% sobre à receita bruta e uma redução de 24,73% sobre as despesas. Descontados os impostos, o lucro líquido teve um acréscimo de 25,30%.
 





5 - CONTRATOS

Revisões e novos contratos

A cada 12 meses, os valores de locação são reajustados com base no IGP-M acumulado no período porém, sempre que possível, se busca por aumentos reais (leasing spread) dos valores de locação dos imóveis, ou seja, procura-se alcançar reajustes acima do índice oficial que mede a inflação (IPCA).



Apartamento SN5202
Janeiro - Na última semana de janeiro foi feito um novo contrato de locação do imóvel SN5202 onde o valor do aluguel foi elevado em 26,32% posicionando-o assim, dentro da faixa de valores cobrados pelo mercado da região. No período de janeiro de 2014 à janeiro de 2015 o IPCA ficou em 7,73%, nota-se assim que houve a possibilidade de um ganho real (leasing spread) de 18,59%.

Apartamento SN3001
Março - Em março foi feito um novo contrato de locação do imóvel SN3001 onde o valor do aluguel foi elevado em 10,00% posicionando-o assim, dentro da faixa de valores cobrados pelo mercado da região. No período de março de 2014 à março de 2015 o IPCA ficou em 7,41%, nota-se assim que houve a possibilidade de um ganho real (leasing spread) de 2,59%.
Apartamento FLR307
Julho - Em julho foi feito um novo contrato de locação do imóvel FLR307 onde o valor do aluguel foi elevado em 5,88% posicionando-o assim, dentro da faixa de valores cobrados pelo mercado da região. No período de julho de 2014 à julho de 2015 o IPCA ficou em 9,57%, nota-se assim que houve uma perda real (leasing spread) de -3,69%.

Apartamento MCB305
Agosto - Em agosto foi feito um novo contrato de locação do imóvel MCB305 onde o valor do aluguel foi elevado em 13,33% posicionando-o assim, dentro da faixa de valores cobrados pelo mercado da região. No período de agosto de 2014 à agosto de 2015 o IPCA ficou em 9,80%, nota-se assim que houve um ganho real (leasing spread) de 3,53%.

Casa PRT92
Agosto - Em agosto foi feito um novo contrato de locação do imóvel PTR92 onde o valor do aluguel foi reduzido em 7,14% posicionando-o assim, abaixo da faixa de valores cobrados pelo mercado da região. No período de agosto de 2014 à agosto de 2015 o IPCA ficou em 9,57%, nota-se assim que houve uma perda real (leasing spread) de -16,71%.


Nenhum comentário

Fica a critério do administrador do blog GERAÇÃO 65 excluir comentários considerados ofensivos ou que contenham palavras de baixo calão.

Tecnologia do Blogger.