Investir é mesmo muito importante?



Meu avô não se cansava de repetir: devemos trabalhar duro para conquistar algumas coisas importantes na vida como a casa própria e termos algum montante reservado para as situações de emergências. Que me desculpe meu avô, mas prefiro trabalhar de maneira mais inteligente e menos dura. Cultivar bons momentos com os meus entes queridos e desenvolver meu hobby predileto são coisas que considero muito importante.

Muitas pessoas labutam pesado no trabalho, seja como empregado em uma companhia ou dono do próprio negócio: sacrificam-se em longas horas-extras e se submetem a altas cargas de estresse com objetivo de engordar o orçamento no final do mês. Mas será que estas atitudes valem a pena? Deliciosos momentos junto à família, participar dos eventos escolares dos filhos e partilhar gostosas gargalhadas junto aos amigos são coisas que, para mim, definitivamente não têm preço.

A maneira mais inteligente de termos uma renda extra no futuro sem ter que nos matar para isto ao longo da vida é realizando investimentos. Não tenho dúvidas dos benefícios da regra dos “juros sobre juros” (juros compostos) e por isto eu sempre questiono porque nós, brasileiros, não a utilizamos a nosso favor? É um excelente negócio “curtir a vida” e deixar que o nosso dinheiro conquistado com muito suor trabalhe pesado para nos gerar renda no futuro.

Deve ser evidenciado que investir não é um ato exclusivamente destinado aos endinheirados, é puramente um ato em prol da construção de riqueza e qualquer um pode executá-lo. Podemos traçar um plano de investimento que melhor nos agrade e pô-lo em prática. Existem vários modalidades de investimentos acessíveis para quem pode aporta apenas uma pequena quantidade periodicamente em seu portfólio, portanto, o montante a ser investido não é empecilho para iniciar esta longa caminhada rumo à independência financeira.

Infelizmente, poucos brasileiros investem regularmente e um estudo realizado pela CDL - Educação Financeira - Hábitos e Motivações do Brasileiro Para Poupar e Investir - sugere que os consumidores que investem o fazem pensando em assegurar sua qualidade de vida no futuro, seja por questões relacionadas à saúde ou aquelas que se referem às condições financeiras pessoais e familiares.

A figura 01 a seguir, apresentado neste estudo, expressa os principais objetivos dos investimentos realizados pelos brasileiros consumidores.




Figura 1: Finalidade dos investimentos (Fonte: Educação Financeira - Hábitos e Motivações do Brasileiro Para Poupar e Investir - Fevereiro de 2016 (CNDL, SPC Brasil e Meu Bolso Feliz)


Diante dos fatos e dados, confirma-se que a grande maioria dos brasileiros consumidores investe buscando a segurança.

Algumas pessoas ainda não acreditam que o modelo existente de previdência social do Brasil está falido. O rombo do INSS cresce ano após ano. Nossas contribuições estão pagando as aposentadorias dos nossos pais. E quem vai pagar as nossas? Ao planejar a nossa aposentadoria, poderemos garantir estabilidade financeira para esta fase da vida. Eu prefiro não contar com a sorte e “correr atrás” enquanto há tempo.

Enfim, investir é mesmo muito importante? Claro que sim pois, é um meio para se chegar a um final feliz e ponto. Não há o que questionar. Quanto mais cedo começar, melhor, portanto, mãos à obra. Para os desavisados fica o alerta: Investir está se tornando uma necessidade primordial, uma questão de sobrevivência.

12 comentários:

  1. Boa G65!

    Infelizmente muitos ainda não veem essa necessidade...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma pena. A falta de educação financeira no Brasil é escandalosa.

      Excluir
  2. Exatamente G65! Se eu pudesse sintetizar o investimento em uma palavra eu escolheria "liberdade".

    Talvez você curta esse texto: http://www.viagemlenta.com/2013/01/investimento-uma-viagem-lenta.html

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, André.

      Ótimo texto, nos remete à uma boa reflexão.

      "Investimento é a ÚNICA maneira de COMPRAR TEMPO." Por que será?

      Complementem a leitura deste post com o texto no blog do André (link acima)

      Abraço!

      Excluir
  3. G65! Belo post! Se as pessoas soubessem do real poder dos juros compostos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja bem vindo Enriquecendo.

      Desde a pré adolescência ouvimos falar do famoso juros sobre juros, aquela continha chata.

      Se na época fosse enfatizado o verdadeiro significado do entendimento dos juros compostos a vida milhares de pessoas seria diferente, inclusive a minha. Neste post explico melhor:

      https://geracao65.blogspot.com.br/2014/01/o-fantastico-poder-dos-juros-sobre-juros.html?m=1

      Abraço!

      Excluir
  4. G65,

    Poupar, aportar e investir é extremamente importante.

    Diria que a parte do aporte é a mais importante.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Magrão.

      É isto aí. O investimento é o veículo e os aportes são combustíveis. Quanto maiores e frequentes forem os aportes, mais longe e rápido se caminha (eleva o patrimônio).

      Abraço!

      Excluir
  5. Investimento ou Morte !!! diria Dom Pedro.... rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Zé.

      As coisas estão caminhando para isto mesmo. :)

      Excluir

Fica a critério do administrador do blog GERAÇÃO 65 excluir comentários considerados ofensivos ou que contenham palavras de baixo calão.

Tecnologia do Blogger.