Postagens

Mostrando postagens de 2015

Carteira G65 Ações – Fim da carteira (agosto de 2015)

Imagem
A carteira G65 Ações teve início no fim de maio de 2014 e seu objetivo é a obtenção de renda através dos dividendos e juros sobre o capital próprio distribuídos pelas empresas e o aluguel de ações. As ações que fazem parte da carteira são de empresas que apresentam boa margem líquida, uma forte geração de caixa e boa política de pagamento de dividendos.


Peso das ações na carteira
O fator determinante para a alteração dos pesos das ações na carteira foi a variação da cotação de cada papel. Porém, em agosto houve a alienação das ações da Cemig CMIG3) e Telefônica (VIVT3) e aquisições de ações do Itaú (ITUB3) e Ambev (ABEV3).




Rentabilidade por ação




Rentabilidade da carteira
A rentabilidade da carteira em junho foi igual a–3,11%. Considerando todo o período de investimento, tem-se que a rentabilidade mensal nominal média da carteira G65 Ações foi  de -0,60% ao mês.




O rendimento acumulado da carteira em 2015 está em –3,90% enquanto o rendimento histórico está em –9,22%.



Histórico de rent…

Rendimento bruto e rendimento líquido

Imagem
Quando avaliamos qualquer tipo de investimento seja ele financeiro, imobiliário, ou outro qualquer sempre destacam o rendimento obtido, porém muitos não explicitam se tal rendimento é bruto ou líquido.


Tomando como exemplo o investimento em um imóvel com objetivo de alugá-lo, o rendimento bruto será dado pela razão entre a renda obtida do investimento (aluguel) e o montante investido na aquisição do imóvel. Supondo que iremos investir R$ 450.000 na aquisição de um apartamento cujo o aluguel mensal é de R$ 2.700,00, o rendimento bruto mensal será 0,60% a.m..
Será que mensalmente os R$ 2.700,00 irão para o nosso bolso para serem reinvestidos ou gastos como desejarmos? Provavelmente não. Como veremos no quadro abaixo, existem algumas despesas relevantes que deverão ser consideradas para a determinação da renda líquida.

GastosPercentual da renda anual Montante gasto anualmente Comissão da corretora 10% 3.200,00 Imposto de renda 27,5% 8.030,00 Manutenção do imóvel 2% 648,00 Condomínio e taxas extras 6% 19…

Determinação e avaliação do rendimento de aluguel de imóvel

Imagem
O rendimento de aluguel é um parâmetro que deve ser bem compreendido a fim de se avaliar a renda e fluxo de caixa que um imóvel poderá gerar.

Rendimento é uma medida da quantidade de dinheiro que um ativo pode produzir, em um determinado período, definido como porcentagem do valor desse ativo. No mercado imobiliário, o rendimento obtido de aluguel pode ser calculado de duas maneiras: a razão entre o valor do aluguel e o montante gasto na compra do imóvel ou a razão entre o valor do aluguel e o valor de mercado do imóvel.
Para exemplificar os dois critérios de cálculo do rendimento de aluguel, partiremos das seguintes premissas: Em 2011 - Imóvel adquirido no valor de R$ 400.000,00 Em 2014 - Imóvel avaliado em R$ 580.000,00 Em 2014 – Imóvel alugado por R$ 2.100,00/mês Período de 2011 – 2014 - Taxa de inflação (IPCA) igual a 27,03%
Com base nestas premissas, o rendimento determinado utilizando os distintos critérios será: 1 - Razão entre o valor do aluguel e o montante gasto na compra do…